quarta-feira, 20 de outubro de 2010



o mundo parece irreal
eu finjo e finjo bem
sorrisos, brincadeiras e sociais
tudo tão igual, sem sentido, sem futuro
nada evolui, só diminui
diminui meu eu.
distancio em tempo e espaço do que me mantêm
sobrevivo de pequenas doses de falsidades "ideológicas"
um amontoado de utopias.
uma falta de razão, de emoção.
querer estar onde não estou.
ser nada do que sou.
viver do que já está morto.

ideias entorpecentes.

Um comentário:

  1. Os piores são os segredos que escondemos de nós mesmos :S

    ResponderExcluir